historia

A Presidente da Academia Portuguesa de História, Profª Doutora Manuela Mendonça, esteve em Havana, de 4 a 8 de setembro, para realizar a Conferência Magistral “Entre as duas margens do Atlântico: os desafios do Mar”, no âmbito do Colóquio Internacional “Havana e o Mar nos seus 500 anos”, da iniciativa da Oficina do Historiador da Cidade de Havana, em parceria com a Academia Cubana de História e o Instituto Cubano de História.

A conferência proferida pela Profª Manuela Mendonça contou com a assistência de muito público, incluindo investigadores nacionais e internacionais diversos, que encheu a sala do Palácio do Segundo Cabo, no centro histórico da capital cubana.

Dado o tema da conferência, o contexto e as celebrações dos 500 anos da Viagem de Circum-navegação, a Presidente da Academia Portuguesa de História incidiu a sua intervenção sobre Fernão de Magalhães, destacando afinidades e diferenças entre o navegador português e Cristovão Colombo e o seu impacto sobre a questão do mar enquanto área de domínio político e económico, bem como de afirmação a diversos níveis por parte de duas das grandes potências da época, Portugal e Espanha.

A Presidente da Academia Portuguesa de História aproveitou a sua deslocação a Havana para reunir com o Presidente da Academia Cubana de História, Prof. Doutor Torres Cuevas, igualmente Director da Biblioteca Nacional de Cuba  e deputado, e com o Presidente do Instituto de História de Cuba, Dr. Yoel Cordoví Nuñez.

  • Partilhe